Search Icon

Tendências de TI no Varejo: Varejistas Continuam Liderando a Transformação Digital – no Mundo Pós-Pandemia – e por necessidade

Dan Fernandez
4 min. de leitura

CIOs: Conheçam essas 7 Tendências do Varejo para Orientar a Empresa Sobre Investimentos em TI

A pandemia da COVID-19 interferiu significativamente no mundo do varejo, que precisou de uma transformação digital acelerada. Varejistas em todo o mundo foram forçados a reavaliar rapidamente os modelos e as operações de negócios para atender a uma base de clientes que ficou afastada do local de trabalho e com as mãos vazias. Como muitas tendências de TI no varejo, isso se traduziu nos varejistas criando soluções flexíveis em escala com uma velocidade sem precedentes para atender às necessidades dos clientes — e sobreviverem.

Os varejistas com sistemas digitais estabelecidos tinham sua maior defesa contra a pandemia já em vigor. Os que usavam modelos mais tradicionais, que dependiam do fluxo de clientes, tiveram muitas dificuldades durante os lockdowns globais, que alteraram as necessidades e expectativas dos consumidores. Para continuar a sobreviver e prosperar, cada um deve continuar adaptando suas estratégias de agilidade e resiliência e, ao mesmo tempo, manter programas, serviços e equipes.

Apesar de tudo isso, a tecnologia tem sido uma tábua de salvação. À medida que a economia pós-pandemia ressurge, é fundamental que os varejistas continuem avançando na transformação digital para revelar insights de mercado, financiar a inovação, impulsionar o crescimento e continuar oferecendo as experiências inovadoras e omnichannel que os clientes exigem.

Em seu recente relatório, Principais Tendências em Transformação Digital e Inovação no Varejo para 2021, o Gartner identificou sete principais tendências de TI no varejo que podem ajudar a informar a estratégia de varejo e os gastos com TI no futuro. Embora algumas tendências já fossem evidentes, a pandemia global aumentou drasticamente várias delas que são vitais para o sucesso do varejo.

Após a pandemia, e ainda por questão de necessidade, os varejistas continuarão a liderar a transformação digital. Os CIOs do varejo que reconhecem as tendências do varejo do Gartner e buscam ativamente maneiras de integrá-las, cumpri-las ou fazer inovações em relação a elas por meio de investimentos estratégicos em TI podem ajudar a aumentar a fidelidade do cliente e construir relacionamentos ainda mais fortes com associados, fornecedores e parceiros. É importante ressaltar o lembrete do Gartner aos varejistas:

“Observe que, em um futuro próximo, as mudanças no comportamento do consumidor — que afetam e são afetadas por todas as tendências que identificamos — terão um impacto maior sobre o valor no varejo do que qualquer outro fator por si só.”

 

As Sete Tendências Apontadas pelo Gartner

O Gartner segmenta suas sete tendências do varejo em duas categorias: Pessoas no Centro da Estratégia e Excelência Operacional.

Para cada tendência, o Gartner identifica várias implicações e etapas de ação concretas para os varejistas. Casos de sucesso de varejistas durante a pandemia, em uma variedade de setores, estão incluídos em todo o relatório. Também são fornecidos exemplos de implicações para cada uma das sete tendências de varejo apontadas pelo Gartner. Para ver a análise completa, todos os insights e recomendações de ações práticas,

Veja o relatório gratuito do Gartner.

Por Dentro das Sete Tendências: Exemplos de Implicações

Tendência 1: Interações sem Contato

Implicação: “As implementações de tecnologia dos varejistas devem permitir interações sem contato em todos os principais processos de compras do cliente: pesquisa, transação, aquisição e consumo”.

Tendência 2: Execução de Atendimento

Implicação: “Os varejistas devem esperar uma demanda pós-pandemia duradoura por compras on-line maiores e com aquisição pontual”.

Tendência 3: Otimização de Comercialização por Algoritmos

Implicações: “O inventário geralmente é a maior despesa do varejista. … Um elemento fundamental do desempenho de comercialização aprimorado é o uso de ferramentas sofisticadas de dados e análise.”

Tendência 4: Capacitação e Eficiência dos Colaboradores

Implicação: “Os investimentos em locais de trabalho digitais de varejo, particularmente os existentes em ambientes de lojas físicas, demonstraram aumento de vendas e elevação dos lucros, criando um ciclo íntegro de investimento na força de trabalho e uma vantagem competitiva significativa ao longo do tempo”.

Tendência 5: Ecossistemas Colaborativos

Implicações: “A COVID-19 causou um rápido aumento na adoção digital em todos os segmentos do varejo, mesmo nos segmentos tradicionalmente com pouca abertura, como o de supermercados. … Muitos varejistas têm tido dificuldades para atender com rapidez e precisão a essa crescente demanda por atendimento on-line”.

Tendência 6: Otimização de Custos

Implicação: “O Gartner identificou quatro elementos cruciais a serem considerados durante o desenvolvimento de estratégias de otimização de custos: execução de atendimento, otimização de comercialização, eficiência de mão de obra e transparência organizacional”.

Tendência 7: Consumo Orientado por Valores

Implicação: “O consumo baseado em valores tem claramente ficado mais em evidência nos comportamentos de compra dos consumidores e os varejistas têm uma necessidade crescente de satisfazer essa demanda”.

Continue a Sua Transformação Digital

Para obter recomendações detalhadas sobre como continuar a refinar suas estratégias de varejo, modelos e investimentos em TI até o final da pandemia e posteriormente, consulte o relatório do Gartner, Principais Tendências em Transformação Digital e Inovação no Varejo para 2021.

No relatório, uma discussão sobre por que a otimização de custos é uma das sete tendências (a nº 6, especificamente), o Gartner afirma:

“A otimização de custos é uma das principais maneiras pelas quais as empresas responderam à crise. É um dos principais fatores que colaboram para ajudar a manter as empresas em funcionamento durante esses tempos sem precedentes, e está se tornando um pilar fundamental nos ‘manuais de estratégia de reabertura’ e modelos operacionais de muitos varejistas.”

Saiba mais sobre a estratégia comprovada de otimização de custos para liberar fundos e aprimorar os resultados brutos e líquidos do varejo por meio do suporte independente a software corporativo.

E descubra como cinco varejistas mudaram para o suporte independente para ajudar a impulsionar o sucesso comercial mensurável no e-book “Varejistas Obtêm Eficiência Operacional e Financiam a Transformação Digital”.

 

Referência: Gartner, Inc. “Principais Tendências em Transformação Digital e Inovação no Varejo Para 2021.” 5 de fevereiro de 2021, Kelsie Marian, Miriam Burt, Max Hammond, Hanna Karki, Robert Hetu, Sandeep Unni

O Gartner não endossa nenhum fabricante, produto ou serviço representado em suas publicações de pesquisa e não aconselha os usuários de tecnologia a selecionar apenas os fabricantes com as classificações mais altas ou outra designação. As publicações de pesquisa do Gartner consistem nas opiniões da organização de pesquisa do Gartner e não devem ser interpretadas como declarações de fato. O Gartner se isenta de todas as garantias, expressas ou implícitas, em relação a esta pesquisa, incluindo quaisquer garantias de comercialização ou adequação a um propósito específico.

Este site foi construído usando padrões web modernos, que não são totalmente compatíveis com seu navegador. Considere atualizar seu navegador.

Atualize hoje